Blog

Edital de Convocação de Eleições (Gestão 2017-2019)  

 

Comunicamos o início de mais um processo de eleições dos órgãos de gestão da ICF-MG, conforme determinado no Estatuto Social da entidade.

Este processo está sendo conduzido por um Comitê Eleitoral constituído com a finalidade de garantir a viabilidade operacional, bem como a transparência e lisura do processo.

Os seguintes associados integram o Comitê Eleitoral da ICF-MG:

  • Irene de Rezende
  • Maria Carmen Miranda
  • Raquel Furtado
  • Vanessa Lima

Nesta eleição, serão eleitos os ocupantes dos cargos dos órgãos de gestão previstos no Art. 35 e 36 do Estatuto Social:

Conselho de Gestão: mínimo de 03 (três) e máximo de 12 (doze) membros, eleitos por assembleia geral.

(Competirá ao Conselho de Gestão eleger entre os seus componentes a Diretoria Executiva, composta por, no mínimo, 01 (um) Diretor Presidente, 01 (um) Diretor Vice-Presidente e 01 (um) Secretário Geral-Tesoureiro, ficando a critério desse mesmo Conselho o preenchimento ou não de outros cargos julgados necessários para o mandato em questão, observado o disposto no Art. 36 do Estatuto Social).

Conselho Fiscal: mínimo de 03 (três) e máximo de 05 (cinco) componentes, eleitos por assembleia geral.

Este comitê convida a todos os associados em dia com as suas obrigações de associado, para participarem das eleições do Conselho de Gestão e do Conselho Fiscal da ICF-MG, gestão 2017 – 2019.

A primeira etapa deste processo consiste em levantar-se o interesse dos candidatos aos cargos a serem preenchidos e receber as inscrições dos interessados.

Para participar do Conselho de Gestão, os associados interessados em concorrer a vaga devem organizar chapas, com, no mínimo, os seguintes cargos:

a) Presidente

b) Vice-Presidente

c) Secretário Geral-Tesoureiro

Para participar do Conselho Fiscal da ICF-MG, os associados poderão indicar seus nomes, acompanhados de um mini Currículo (máximo de dez linhas) ao Comitê Eleitoral.

As eleições para os membros do Conselho Fiscal serão realizadas por meio de votação direta no candidato (e não em chapas). Esses candidatos não poderão, simultaneamente, fazer parte de chapa para o Conselho de Gestão.

Os critérios para integrar os referidos cargos são os seguintes:

Os candidatos deverão, obrigatoriamente, estar em situação regular junto a ICF Global e ICF-MG e serem membros associados à ICF-MG há, pelo menos, 6 (seis) meses (contados até a data da eleição).

Prazo para apresentação das candidaturas

Até o dia 31/08/2017, as chapas com os nomes dos candidatos ao Conselho de Gestão e as candidaturas individuais aos cargos do Conselho Fiscal devem ser formalizadas para o Comitê Eleitoral, por correspondência eletrônica para comiteeleitoral@icfminas.org

Até o dia 01/09/2017, o Comitê Eleitoral dará parecer sobre a aprovação das candidaturas dentro dos critérios do regimento e informará a todos os associados a composição e identificação das chapas e dos candidatos concorrentes.

Como votar:

O processo eleitoral será aberto de forma virtual a todos os associados em situação regular junto à ICF-MG, os quais terão direito a voto dos dias 11/09/2017 a 15/09/2017.

Em data próxima às eleições, os associados receberão um e-mail com link para votação e demais orientações sobre as eleições.

Qualquer dúvida, falar com Comitê Eleitoral da ICF-MG, contato: comiteeleitoral@icfminas.org.

Atenciosamente,

Comitê Eleitoral ICF Capítulo Regional Minas Gerais


Por que ser um Coach ICF ?

 

Alguns Coaches nos fazem a seguinte pergunta: “Vale a pena ser um coach associado à ICF? Quais os benefícios que eu vou obter com este investimento? ” “Se a maioria dos meus clientes nem sabe o que é a ICF e suas credenciais, acredito que isto não seja tão importante. ”

Bem, nós da ICF somos engajados numa causa maior. Não buscamos apenas benefícios individuais, mas queremos fazer parte de uma comunidade que promove a ciência e a arte do coaching pautada em padrões éticos, competências essenciais e padrões de excelência.

Falando exclusivamente de Brasil, gostaríamos de avançar e trazer para nossos clientes as mesmas práticas internacionais, notadamente dos EUA e Europa que, praticamente, só contratam Coaches credenciados por instituições reconhecidas pela seriedade e profissionalismo.

O Coaching é uma atividade profissional que ganhou rápida visibilidade. De um lado, temos os clientes de coaching – empresas e profissionais que buscam ajuda para fortalecer competências, encontrar direcionamento para sua vida pessoal ou para sua carreira.  De outro, temos profissionais em busca de uma nova ocupação ou de ampliar seu leque de atuação. Muitos destes são atraídos pelo discurso quase milagroso de diversas escolas de coaching que prometem sucesso rápido na carreira, altos rendimentos e preparo técnico garantido ao final do curso, que muitas vezes duram somente um final de semana. Após uma “formação” com cerca de 60 a 80 horas, qualquer pessoa de qualquer idade ou área de formação pode se apresentar ao mercado como Coach.

Resultado: proliferam anúncios, reportagens, propagandas e críticas com teor bastante pejorativo sobre o coaching. Infelizmente, uma intervenção voltada ao crescimento pessoal e profissional, reconhecidamente eficaz, já apresenta sinais de desgaste pelos clientes individuais ou de empresas que, em alguns casos, aboliram esta modalidade.  Diante de práticas inconsistentes e até irresponsáveis, desenvolvidas por pessoas sem preparo suficiente para lidar com a complexidade deste atendimento, os clientes têm se mostrado inseguros sobre a seriedade deste processo e sobre como encontrar profissionais habilitados para entregar os resultados prometidos.

Neste cenário, torna-se crucial fazer parte de uma instituição global como a International Coaching Federation – ICF que, é regida por um código de ética,  estabelece padrões de competências, promove   o credenciamento  que, necessariamente, deve ser  renovado a cada 3 anos, e que proporciona o desenvolvimento continuado, bem como a troca de experiências em âmbito global e regional.

Crucial, tanto para os Coaches que exercem esta atividade pautada em parâmetros profissionais, quanto para os contratantes de Coaching, que tem à sua disposição referencial que os ajuda-los a selecionar Coaches por meio de balizadores técnicos e de competências como, por exemplo, as credenciais.

Importante, destacar que, tanto nos EUA quanto na Europa, praticamente, só se contrata Coaches com uma das credenciais da ICF, a saber: ACC – Acredited Certified Coach, PCC – Professional Certified Coach e MCC –Master Certified Coach ou, de outras instituições reconhecidamente sérias.

Esta é uma das razões pelas quais estimulamos que os Coaches que querem se diferenciar pela competência e ética se associem à ICF e contribuam para que nosso país adote esta prática.  Desta forma, aos poucos, teremos uma comunidade forte, coesa e bem preparada para combater a avalanche de escolas que se mostram mais como “fábricas de produzir Coaches”, inundando o mercado com pessoas pouco preparadas, aplicadores de ferramentas nos clientes e iludidas com a “facilidade” prometida de resultados e faturamento.

Obviamente, não se pode garantir que a associação à ICF seja a garantia de competência. Mas, com certeza, fazer parte desta comunidade séria e reconhecida mundialmente representa o desejo e a valorização dos Coaches pela construção da sua excelência.

Como membro da ICF, você tem à sua disposição pesquisas, artigos, contatos com coaches do mundo inteiro, webnários, grupos locais de compartilhamento, encontros mundiais e regionais e, sobretudo, colegas e parceiros que estimulam o seu desenvolvimento e apoiam a sua busca pela credencial ou outras necessidades. Somos ainda um capítulo relativamente jovem no Brasil. Temos 10 capítulos estaduais com coaches associados que, voluntariamente, abraçaram a causa de lutar pela prática e divulgação destes padrões, contribuindo para que empresas e profissionais clientes de coaching possam buscar referências para a contratação de profissionais sérios e preparados.

Venha fazer parte deste movimento e contribua para construir uma realidade da qual possamos nos orgulhar.

 

Rosangela Pedrosa – PCC

Diretora de Desenvolvimento e Credenciamento ICF Capítulo Minas


12 Maneiras de transformar um “Eu não sei” em um Momento “Aha”!

 

Muitas vezes quando o Coachee diz: “Eu não sei”, na realidade ele sabe, mas é desconfortável enfrentar a resposta. Quando confiamos em nossos instintos de Coach e o ajudamos a falar dessa verdade que o incomoda, seja lá qual for, podemos ser recompensados com um momento “Aha!”.

O “Eu não sei” de um Coachee pode representar muitas coisas. A experiência mostra que os Coachees sabem o que realmente precisam fazer, mas ainda não estão prontos para fazê-lo. Pode ser que eles não confiem em nós o suficiente e tenham medo do que poderemos pensar deles. Eles podem ter medo de falar a verdade porque o seu (eu) crítico interior acha que a resposta é ridícula ou imatura (“Não seja um bebê!”). Ou, talvez eles pensem que se disserem a resposta em voz alta terão que se comprometer a fazer algo assustador.

Quando as pessoas não reconhecem o que estão REALMENTE pensando, eles estão rejeitando, essencialmente, uma parte de si mesmos. Isso significa que eles estão mais focados em quem eles pensam que DEVEM ser antes do que eles realmente são. É provável que os seus “Eu não sei”, a sua falta de vontade de enfrentar a verdade do que pensam e sentem é o que os impede de avançar.

A correto não é ajudá-los a agir, mas ajudar a enfrentar seus pensamentos e sentimentos com honestidade. Quer sejam “eu sei que preciso sair do meu trabalho, e tenho medo” ou “é mesquinho, mas eu não quero pedir desculpas” ou “acho que sou um covarde”; “Fico aterrorizado porque eles irão rir de mim “ou” “Eu sei que preciso enfrenta-los, mas odeio o conflito e temo que ele acabe com nossa amizade “.

Agora temos a verdade – e algo real para trabalhar.

Isso pode requerer um trabalho profundo. É importante lembrar que, se fosse fácil para o nosso Coachee dizer em voz alta e reconhecer a sua verdade, eles já teriam feito isso.

Quando o Coachee assume a postura firme e corajosa de falar a sua verdade desconfortável é como dar um mergulho – assustador, mas emocionante. Muitas vezes, também é um alívio. Então, a partir da sua verdade incômoda, você pode olhar mais profundamente sobre seus sentimentos, desejos, medos, julgamentos, suposições e crenças limitantes. E você, Coach, pode ajudá-los a avançar.

A partir de então você pode ajudá-lo a quebrar algo difícil em pequenos passos, descobrir novas / melhores opções ou encenação. Você também deve preparar planos de backup antes que o pior aconteça. O MAIS importante, você está ajudando seu Coachee a se conhecer como um todo (a pessoa completa) – os chamados “bons” bits, bem como os “ruins“.

Enfrentar a nossa verdade, por mais dolorosa que seja, é o que nos liberta. Isso geralmente é o que nos proporciona os momentos Aha!

Aqui estão 12 maneiras de transformar “eu não sei” em um momento “Aha”!

  1. Basta usar o silêncio. Não responda e espere calmamente sua próxima resposta.
  2. “Como é que você não sabe?”
  3. “Como você se beneficia de não saber?”
  4. “Como você se sente agora, enquanto pensa em responder a esta pergunta?”
  5. Sendo sensível e usando o seu bom relacionamento: “Hmmmm. Eu me pergunto o que você está fingindo não saber? “
  6. “Se você se permitir falar em voz alta o que quer que você esteja evitando pensar e sentir, por mais infantil, tolo ou mesquinho que possa parecer, qual seria?”
  7. De forma suave: “O que está embaixo (ou por detrás) do ‘Eu não sei’?”
  8. Lentamente: “Respire fundo e permita-se sentir a questão por um momento. Relaxe neste lugar “não sei”.
  9. “Então, se (o que eles não sabem sobre…) teve uma cor / cheiro / gosto / som, qual seria?”
  10. “Eu também sinto isso às vezes. Segure isso por um tempo com você mesmo e me avise quando tiver pensado em algo”.
  11. “Se você, secretamente, soubesse a resposta e ninguém (nem eu, você ou qualquer outra pessoa) pudesse julgá-lo ou fazer suposições, qual seria?”
  12. “Imagine que você está em um helicóptero que voa sobre o mapa de sua vida. O que você percebe sobre sua vida que emerge durante este voo? Olhando sob esta nova perspectiva, como você responderia à pergunta agora? “

Importante: quando encorajamos nossos Coachees a se revelarem, eles devem confiar e se sentirem seguros o suficiente para estarem vulneráveis conosco. O que parece pequeno ou sem importância para nós pode ser significativo para eles. Não tenha pressa. Seja amável, compassivo e compreensivo. Lembre-se de refletir sobre o que disseram e de confirmar a compreensão, sem julgamento. Seja um Coach. Seja VOCÊ.

Agora você nunca mais precisa se sentir preso pelo “eu não sei” novamente. Tenha paciência. Use uma dessas questões e, nunca se sabe, pode ser VOCÊ quem terá o momento Aha!

 

Emma-Louise Elsey é Coach desde 2003. É fundadora da The Coaching Tools Company.com, Life Coach in the Go e Simplicity Life Coaching Ltd.

As visualizações e opiniões expressas em postagens de convidados apresentadas neste blog são as do próprio  autor e não refletem necessariamente as opiniões e visões da International Coach Federation (ICF). A publicação de uma postagem de convidado no Blog da ICF não equivale a um endosso ou garantia da ICF.